quarta-feira, 7 de agosto de 2013

"Génio da Garrafa"

Infelizmente o mundo está cheio de demónios pessoais, muitos deles comuns a várias pessoas. Esta poema é sobre um desses demónios, tendo como título "Génio da Garrafa":

Encontrei um Génio,
Que sortudo que eu sou.
Este Génio concede desejos infinitos
Sem custos para mim

Este Génio concede alegria despreocupada
Euforia e coragem irresponsável
Fico leve sem amarras
Obrigado Génio, que até me apagas lembranças indesejadas

Tarde de mais vi o engano
Este não é um Génio
Mas sim um Demónio Solitário
Cujo único fim é levar-me com ele para o fundo da garrafa!


Sempre vosso,
Luís

6 comentários:

  1. "Este Génio concede alegria despreocupada
    Euforia e coragem irresponsável"

    Duas contradições que vivem dentro de várias pessoas. Se eu pudesse pedir alguma a esse gênio de sua bela poesia, pediria que deixasse do meu lado somente amigos leais, que eu tivesse condições financeiras de ajudar muita gente, e viver na paz. Em um lugar com plantas, bichos e cachoeiras.

    Parabéns camarada! Vc é a reencarnação dos poetas portugueses. rs

    Do amigo,
    Daniel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também pediria isso, caro Daniel. Infelizmente a vida pode ser difícil e o apelo de um escape aparentemente benigno pode-se revelar destruidor.

      Um forte abraço.

      PS: Sem querer pressionar de maneira nenhuma, mas podes-me dizer se recebeste a minha mensagem? Pergunto isto pois ainda não me entendi muito bem com o Google+, e não sei se a enviei de forma correcta.

      Eliminar
    2. Meu amigo, não recebi mensagem alguma. Vejo seus comentários em meu blog, e acho engrandecedor, muito obrigado! Não entendo o google+, mas o meu email pessoal é:

      dan.andre@ig.com.br

      Abraços do amigo
      Daniel.

      Eliminar
    3. De nada, dá gosto comentar boa poesia.

      Pois, eu também não. O Google+ é bom para partilhar coisas com uma comunidade, mas comunicação um-a-um não é com ele.

      Enviei a mensagem por mail, espero que agora chegue.

      Abraço

      Eliminar
  2. Gostei de sua maneira sutil em dizer como podemos ser aprisionados em nossos desejos.Estou amando seu blog.

    ResponderEliminar